fbpx

Atriz americana de filme pró-vida consegue bolsa de estudos para mulheres grávidas

Formações, análises e notícias católicas

Atriz americana de filme pró-vida consegue bolsa de estudos para mulheres grávidas

Unplanned Movie Scholarship dará US$ 5.000 anualmente para uma mulheres que enfrentam uma gravidez não planejada.

Ashley Bratcher, atriz principal do filme pró-vida “Unplaneed” (não planejado), ajudou a estabelecer uma bolsa de estudos para mulheres que buscam educação durante uma gravidez inesperada.

“As mulheres podem seguir suas carreiras, viver seus sonhos e ter vidas mais ricas e gratificantes enquanto equilibram a maternidade. Às vezes, basta uma pequena ajuda ”, disse Bratcher em um comunicado de imprensa recente da Heartbeat International.

“Eu queria ser capaz capacitar as mães para perseguir seus sonhos e fornecer um meio para aqueles que escolhem a vida para continuar seus estudos.”

A bolsa de estudos, chamada de “Unplanned Movie Scholarship (Bolsa de estudos – filme Não Planejado), dará US $ 5.000 anualmente para uma mulher que esteja passando por uma gravidez não planejada. Pode ir para oportunidades de educação educacional, incluindo faculdade ou escola de comércio.

O projeto é apoiado pela Heartbeat International, uma agência pró-vida que fornece recursos para mulheres grávidas em mais de 2.000 locais em todo o mundo.

“A bolsa de estudos apoiará, não apenas financeiramente a decisão das mães de continuar sua educação, mas também as conectará a uma organização que as apoiarão durante toda a gravidez e além”, acrescentou Bratcher.

Jor-El Godsey, presidente da Heartbeat International, disse que a bolsa ajudará as mães a adotarem a educação e a vida.

“Escondido no Unplanned está um lembrete vivo de que a educação pode representar um obstáculo para aceitar a nova vida dentro”, disse Godsey.

Leia também: Glória Polo: “Fui julgada e condenada, mas Deus me deu uma segunda chance!”

“A bolsa de estudos será uma tábua de salvação para o futuro de uma jovem mãe, pois ela faz a escolha corajosa para abraçar a maternidade.”

Bratcher interpretou Abby Johnson no filme “Unplanned”. A história segue a vida de Johnson, ex-diretor de clínica da Planned Parenthood, que teve uma experiência de conversão depois de testemunhar os horrores do aborto. Hoje, Johnson é um defensor pró-vida e diretor do “And Then There Were None”, um ministério que ajuda outros trabalhadores do aborto a deixar o setor.

- Continua após a publicidade -

 

Após o lançamento do filme, muitas mulheres entraram em contato com Bratcher para compartilhar suas histórias de situações difíceis na gravidez. Andrea Trudden, diretora de comunicações da Heartbeat International, disse à CNA que muitas mulheres compartilhavam um conflito comum – elas precisavam de apoio financeiro para concluir sua educação.

Assista ao trailer do filme “Unplanned” (Não Planejado):

“Depois do lançamento de ‘Unplanned’, Ashley teve muitas perguntas diferentes de mães que estavam compartilhando suas histórias sobre suas gestações não planejadas”, disse ela.

“O aspecto da educação costumava ser um dos obstáculos”.

Trudden disse que o desenvolvimento da bolsa ainda está em andamento. Ela disse que os candidatos serão recomendados a partir de um dos centros de ajuda da agência, onde as necessidades das mães serão melhor atendidas.

“[Centros de gravidez] oferecem aulas para pais e classes financeiras. Somos capazes de unir o que fazemos através dessas organizações de saúde da gravidez com a mulher que quer continuar sua educação ”, disse ela.

Veja também: Contra o aborto: assista o documentário “Pela Vida”

“Estamos realmente olhando exatamente como fazer parceria com nossas organizações de ajuda na gravidez, a fim de fornecer os fundos para as mulheres.”

Ela disse que a bolsa começará a aceitar candidatos no final deste ano, depois que a organização receber fundos suficientes. Agora a bolsa está aceitando doações em www.UnplannedMovieScholarship.com .

Trudden disse que a oportunidade dará às mulheres o apoio de que precisam para continuarem sua educação, mas também apresenta uma mensagem maior.

“As mulheres podem ter carreiras, podem ter uma vida plena e ser mães. Não é uma situação ou – disse ela.

“Queremos fazer tudo o que pudermos para apoiar as mães durante essas decisões difíceis, ajudar a prepará-la para a maternidade e … [fornecer a ela] tudo que ela precisa para passar pela gravidez de uma maneira amorosa e carinhosa para que ela possa fazer escolhas positivas. a vida dela.”

Perry West/CNA | Tradução: Equipe Templário de Maria

Atenção!

Frente à gravidade das propostas, e todo contexto entorno do Sínodo da Amazônia, preparamos uma série de vídeos que visam trazer à luz detalhes desconhecidos do Sínodo, e que podem ter efeito negativo na vida de todos os católicos.

Clique Aqui para assistir