Católicos de toda parte do Brasil assinaram este abaixo-assinado contra mais uma ofensa gravíssima a Nosso Senhor Jesus Cristo neste carnaval.

Rosto negro, sangue índio, corpo de mulher
Moleque pelintra no Buraco Quente
Meu nome é Jesus da Gente

Essa é uma das estrofes do samba-enredo da Mangueira.

Nesses últimos anos, não há Carnaval em que a Face Sagrada de Cristo não seja ultrajada, agredida, sempre em nome da “liberdade de expressão”.

No ano passado, uma escola de samba de São Paulo fez um desfile em que Nosso Senhor era derrotado pelo demônio.

Agora, a Mangueira, uma das maiores escolas de samba do Brasil, decide também atacar o cristianismo. A pretexto de exaltar as pessoas mais humildes, conspurca a figura do Homem-Deus.

Não é por acaso que um defensor desse samba afirmou que ele é o “mais potente, o mais subversivo … cartão de Natal das populações vulnerabilizadas” e ” voz dos povos subalternizados (indígenas, negros, mulheres, gays, trans, etc…)“.

Assine a petição que será enviada à Mangueira e deixe sua posição de repúdio a mais essa blasfêmia.

Nós não podemos nos omitir. Diante de Deus e dos homens, teremos feito a nossa parte.

Clique aqui para assinar

Leia também:

Petição criada pelos católicos

- Continua após a publicidade -

 

Senhores responsáveis pelo samba-enredo da Mangueira em 2020,

Nós, abaixo-assinados, deixamos consignada nossa repulsa por esse samba de 2020 que conspurca a figura sagrada de Nosso Senhor Jesus

O Brasil não é apenas um país cuja enorme maioria da população é católica e cristã, mas também tem uma legislação que protege a Fé contra o vilipêndio, contra o escárnio, contra o deboche feito a pessoas e objetos de culto.

Estou certo de que a população brasileira saberá rejeitar não apenas esse samba, mas também a “escola” responsável pela sua divulgação.

Uma “escola de samba” que se tornará, assim, cúmplice de uma blasfêmia diante de Deus e dos homens.

Para assinar, clique aqui.