fbpx

HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO

Formações, análises e notícias católicas

HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO

HALLOWEEN: A FESTA DO INFERNO

A aparente inocência e as quase insuspeitas travessuras da conhecida ”Festa das Bruxas”, escondem uma realidade por demais preocupante.

Para os bruxos, satanistas e ocultistas em geral, se trata de uma festa ”sagrada”, de grande importância, onde se realizam vários rituais, que vão deste orações de louvor e invocações aos mortos, deuses e demônios até o oferecimentos de sacrifícios de coisas, animais e pessoas.

O diabo sempre busca fazer uma paródia das coisas santas e sagradas, sendo assim, seus cultuadores ou aqueles por ele inspirados, fazem do dia 31 de outubro uma data especial, pelo fato de a mesma preceder a Festa de Todos os Santos (01 de novembro) e dos Fiéis Defuntos (02 de novembro). Enquanto os cristãos comemoram a festa do Céu, celebrando todos os santos e depois rezando pelos fiéis defuntos, os ocultistas comemoram no dia 31 de outubro a festa do inferno.

Antes de continuar a leitura, assista ao vídeo:

Todos os ex-bruxos e ex-satanistas convertidos a fé cristã, são unânimes em afirmar que a festa do halloween é diabólica, e que a celebravam como uma grande solenidade em meio a rituais satânicos.

Também os exorcistas são concordes em demostrar o obscurantismo da chamada ”festa das bruxas”. A respeito dessa comemoração dizia o grande exorcista Padre Gabriele Amorth: ”O Halloween é uma armadilha do demônio…trata-se de uma coisa pagã, anti-cristã e anti-católica.”

A comemoração do ”dia das bruxas” nunca foi uma festa cristã, embora por um período a Igreja tenha tentado cristianizar os costumes dos povos que celebravam a passagem do tempo de vida e luz (verão e primavera) para o tempo de escuridão e morte (outono e inverno), especialmente os povos herdeiros das tradições Celtas (desde 1300 a.C.), que acreditavam que no dia 31 de outubro os maus espíritos de mortos poderiam invadir suas casas e também seus corpos, razão pela qual colocavam figuras horripilantes e caricaturas diante de suas portas ou perto de suas casas para espantar tais espíritos.

Com o tempo os ocultistas, bruxos e satanistas foram ”aperfeiçoando” a festa pagã e acrescentando-lhe outros elementos ritualísticos, ao pontos de em alguns casos praticarem os mais macabros rituais de sacrifícios de animais, mutilações, violação sexual de crianças e mesmo sacrifícios humanos. Não é mero ocaso o fato de que nessa época nos EUA e em outros países, se registre um número maior de desaparecimento de crianças que jamais serão encontradas.

Leia também: Exorcista adverte sobre os perigos do Halloween!

É muito triste e preocupante que pais, escolas e outras entidades (algumas até ditas cristãs), promovam a ”festas das bruxas” sem se atentarem para significado e as raízes espirituais dessa celebração, expondo seus filhos a um verdadeiro perigo espiritual, além do que, contribuem para desarmar a mente e a alma da criança contra o mal e as coisas diabólicas e ocultas, fazendo com que vejam tudo isso como uma brincadeira inocente sem maiores consequências.

- Continua após a publicidade -

 

A Palavra de Deus nos diz que não deve se encontrar no meio de seu povo aqueles que se deem a feitiçaria, à advinhação, ao espiritismo, aos agouros, à invocação dos mortos, à magia, etc… pois Ele abomina aos que se dão a essas práticas (Dt. 18,9-12). São Paulo por sua vez nos diz que NÃO devemos nos associar às obras das trevas (como o halloween), mas denunciá-las abertamente (Ef. 5,11).

Protejamos nossas crianças, cuja inocência, o inimigo e seus servos de muitas formas quer destruir.

Procuremos caminhar na Luz e celebrar a Cristo, vida de todos os santos.

Equipe Templário de Maria

Leia também: Católicos não celebram Halloween, mas o dia de Todos os Santos