O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar trabalharam por mais de três horas para salvar homem no Centro de Patos de Minas. 

Ele subiu na janela do prédio e ameaçava a se jogar lá do alto. O homem tem 43 anos, toma remédio controlado e sofre de depressão. Muita gente acompanha o resgate. 

Homens do Corpo de Bombeiros subiram até o apartamento ao lado e tentaram convencê-lo a mudar de ideia. Ele ficou agachado na janela do prédio, mas às vezes ficava de pé, aumentando a tensão. Pessoas rezaram para que nada de mal acontecesse. A rua foi toda evacuada para ser feito o resgate.

O trânsito na Rua Major Gote ficou bastante carregado e foi preciso ter paciência para transitar pelo Centro. Ele ficou na janela do segundo andar, a cerca de 8 metros do solo. 

Após mais de duas horas e meia, homem chegou a retirar o celular do bolso e falar com alguém. Um padre se juntou aos bombeiros para tentar fazê-lo mudar de ideia. Eles tocaram violão e cantaram o louvor “Como Zaqueu”. 

Após mais de três horas na janela do prédio, o homem foi convencido a entrar no apartamento. Segundo o capitão Artur do Corpo de Bombeiros, ele estava bastante transtornado e tinha alucinações, o que fez com que o trabalho de resgate fosse mais demorado. Com problemas psicológicos, o morador imaginava que estava sendo perseguido por mais de 20 homens. 

Para convencê-lo a descer da janela, um bombeiro permitiu que o homem usasse sua farda. Ele também foi informado que seria levado para a sede do Batalhão do Corpo de Bombeiros. Na verdade, segundo o capitão Artur, ele foi levado para uma unidade de saúde para ser medicado.

ATUALIZANDO:

Um trabalho de mais de três horas salvou a vida de um homem que ameaçava pular de um prédio na Rua Olegário Maciel, no Centro de Patos de Minas. O fato teve início por volta de 18h e só terminou as 21h desta terça-feira (10/12). Bombeiros, policiais, um padre e até um cantor convenceram a vítima a não pular. 

Segundo o capitão Arthur Fabio do Corpo de Bombeiros, os próprios familiares ligaram no telefone 193 e informaram que um homem queria se jogar da janela do terceiro andar de um prédio na Rua Olegário Maciel. Imediatamente, viaturas dos bombeiros e da Polícia Militar foram para o local.

A Rua Olegário Maciel foi interditada entre a Rua Major Gote e a Avenida Getúlio Vargas. O Corpo de Bombeiros durante todo tempo dialogou com a vítima.  O capitão explicou que a vítima sofre de esquizofrenia e outros fatores. Ele também estava se sentindo perseguido por alguém, a qual não soube explicar.  Durante o trabalho de resgate, os bombeiros contaram com apoio de um cantor e do padre Marlon. Um bombeiro chegou a lhe ceder o uniforme da corporação para que a vítima se sentisse mais segura.

Toda a ação foi acompanhada por centenas de pessoas. Segundo o capitão, por várias vezes a vítima ameaçou pular. Devido a sensação de perseguição, os bombeiros ofereceram levá-lo para o quartel.  Após três horas de muita conversa, a vítima resolveu descer e foi levado para tratamento psiquiátrico. A ação foi comemorada por muitos que acompanharam o desfecho da ocorrência.

- Continua após a publicidade -

 

via Nossa Senhora Cuida de Mim | Patos Hoje e Clube Notícia