fbpx

Indulgência Plenária para a Solenidade de Cristo Rei

Formações, análises e notícias católicas

Indulgência Plenária para a Solenidade de Cristo Rei

A Santa Mãe Igreja concede indulgência plenária ao fiel que, na solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, recitar publicamente com presidente da celebração da Santa Missa o ato de consagração do gênero humano ao mesmo Jesus Cristo Rei (cf. Enchir. Indulgentiarum, nº 2). Note-se ainda que a recitação pessoal confere indulgência parcial.

A Indulgência Plenária concede ao fiel, caso morra em estado de graça após recebê-la, o perdão das penas devidas em decorrência dos pecados cometidos durante a vida, garantindo assim o ingresso direto no Céu, e eliminando a necessidade de purificação no purgatório.

Como fazer para adquirir a indulgência plenária na Solenidade de Cristo Rei?

Para adquirir a INDULGÊNCIA PLENÁRIA é preciso recitar publicamente, juntamente com o presidente da celebração da Santa Missa, o ato de consagração do gênero humano ao mesmo Jesus Cristo Rei e preencher essas quatro condições básicas para qualquer indulgência plenária:

a) confissão sacramental – cada confissão vale para as indulgências obtidas até uns 15 dias antes e para as que serão obtidas até uns 15 dias depois de recebido o sacramento;
b) comunhão eucarística – é necessária uma comunhão para cada indulgência;
c) oração nas intenções do Sumo Pontífice – rezar para cada indulgência;
d) exclusão de qualquer apego ao pecado, mesmo venial.

Leia também: INDULGÊNCIA – A GRANDE MISERICÓRDIA DE DEUS DESCONHECIDA POR QUASE TODOS OS CRISTÃOS

Ato de consagração do gênero humano ao mesmo Jesus Cristo Rei

Dulcíssimo Jesus, Redentor do gênero humano, lançai sobre nós que humildemente estamos prostrados na vossa presença, os vossos olhares. Nós somos e queremos ser vossos; e a fim de podermos viver mais intimamente unidos a Vós, cada um de nós se consagra, espontaneamente, neste dia, ao vosso sacratíssimo Coração.

Muitos há que nunca Vos conheceram; muitos, desprezando os vossos mandamentos, Vos renegaram. Benigníssimo Jesus, tende piedade de uns e de outros e trazei-os todos ao vosso Sagrado Coração.

Senhor, sede rei não somente dos fiéis, que nunca de Vós se afastaram, mas também dos filhos pródigos, que Vos abandonaram; fazei que estes tornem, quanto antes, à casa paterna, para não perecerem de miséria e de fome.

Sede rei dos que vivem iludidos no erro, ou separados de Vós pela discórdia; trazei-os ao porto da verdade e à unidade da fé, a fim de que, em breve, haja um só rebanho e um só pastor.

Senhor, conservai incólume a vossa Igreja, e dai-lhe liberdade segura e sem peias; concedei ordem e paz a todos os povos; fazei que, de um pólo a outro do mundo, ressoe uma só voz: louvado seja o Coração divino, que nos trouxe a salvação; honra e glória a Ele, por todos os séculos. Amém.