fbpx

Médicos salvam bebê de três pernas após mãe se recusar a abortar criança

Formações, análises e notícias católicas

Médicos salvam bebê de três pernas após mãe se recusar a abortar criança

MOSCOU, 14 de outubro de 2019 ( LifeSiteNews ) – Uma mãe russa viu sua fé ser recompensada após o nascimento do filho em 2018, após se recusar a abortar diante de graves deformidades, incluindo uma perna e pênis adicionais, que se acredita terem gêmeo que morreu muito antes da gravidez.

Em um caso que não se tornou público até agora, o Daily Mail informou  que um exame de rotina revelou que o bebê da mulher não identificada tinha uma terceira perna (que tinha dois calcanhares) e dois conjuntos de órgãos genitais e urinários, mas sem ânus. Ela se recusou a abortá-lo e deu à luz em julho de 2018.

O menino passou por uma série de cirurgias para resolver todos os seus problemas, incluindo uma operação de emergência para permitir que ele pudesse eliminar resíduos fecais, remoção da perna do meio um mês depois e remoção dos órgãos genitais e urinários extras em fevereiro de 2019.

Em 12 de outubro de 2019, o bebê ainda precisará de mais uma operação para permitir que um ânus remodelado funcione normalmente, mas seu prognóstico para uma vida normal é muito otimista.

“O garoto tem 14 meses agora”, disse uma fonte não identificada do departamento de saúde de Moscou ao Daily Mail . “Ele está andando e olhando ao redor do mundo. Ele é curioso”.

As cirurgias foram realizadas pelo cirurgião pediátrico Yury Sokolov, 55 anos, e pela Dra. Evgenia Kartseva no Hospital Infantil Vladimir Holy de Moscou.