“Não desejar a mulher do próximo” – 9º Mandamento da Lei de Deus

“Se vós me amais, guardareis os meus mandamentos” (Jo 14,15).

Que exige a observação dos mandamentos?

A observação dos mandamentos exige duas coisas:

uma positiva: fazer o que os mandamentos mandam
uma negativa: não fazer o que os mandamentos proíbem.

9º Mandamento: Não desejar a mulher do próximo (Ex 20, 14-17)

Propõe:

  • para quem não é casado: abstenção sexual completa;
  • para quem é casado:
  • a) recíproca fidelidade, que exclui o adultério e o divórcio;
  • b) a aceitação dos filhos como “o dom mais excelente do matrimônio” (GS 50);
  • c) limitação da prole, só por motivos razoáveis, de comum acordo e com método natural (de continua periódica)

Proíbe:

  • qualquer ato voluntário do sexo fora do matrimônio (masturbação, fornicação, adultério, homossexualidade, bestialidades…)
  • o uso sexual no matrimônio fora das leis naturais (sodomia, onanismo, uso de meios mecânicos de contracepção);
  • conversas impuras (cf. Ef 5, 3-4)
  • olhares, toques, leituras, divertimentos, músicas, amizades… tudo que possa representar excitamento da sexualidade, se procurado, aceito ou alimentado deliberadamente;
  • oferecer ocasião aos outros de pecar contra a castidade (pecado contra o 5º e o 6º mandamentos);
  • pensamentos e desejos voluntários contra a castidade (cf. Mt 5, 28).

Assista à nona formação:

 

Ajude a manter nosso apostolado. Clique aqui para visitar nossa Loja Virtual

 

Exame de Consciência referente ao Nono Mandamento

Sexto e Nono Mandamentos: Não cometerás adultério. Não cobiçarás a mulher do próximo.

  1. Neguei ao meu cônjuge os seus direitos matrimoniais?
  2. Pratiquei o controlo de natalidade (com pílulas, dispositivos, interrupção)?
  3. Abusei dos meus direitos matrimoniais de algum outro modo?
  4. Cometi adultério ou fornicação (sexo pré-marital)?
  5. Cometi algum pecado impuro contra a natureza (homosexualidade ou lesbianismo, etc.)?
  6. Toquei ou abracei outra pessoa de forma impura?
  7. Troquei beijos prolongados ou apaixonados?
  8. Pratiquei a troca prolongada de carícias?
  9. Pequei impuramente contra mim próprio (masturbação)?
  10. Consenti em pensamentos impuros, ou tive prazer neles?
  11. Consenti em desejos impuros para com alguém, ou desejei conscientemente ver ou fazer alguma coisa impura?
  12. Entreguei-me conscientemente a prazeres sexuais, completos ou incompletos?
  13. Fui ocasião de pecado para os outros, por usar roupa justa, reveladora ou imodesta?
  14. Fiz alguma coisa, deliberadamente ou por descuido, que provocasse pensamentos ou desejos impuros noutra pessoa?
  15. Li livros indecentes ou vi figuras obscenas?
  16. Vi filmes ou programas de televisão sugestivos, ou pornografia na Internet, ou permiti que os meus filhos os vissem?
  17. Usei linguagem indecente ou contei histórias indecentes?
  18. Ouvi tais histórias de boa vontade?
  19. Gabei-me dos meus pecados, ou deleitei-me em recordar pecados antigos?
  20. Estive com companhias indecentes?
  21. Consenti em olhares impuros?
  22. Deixei de controlar a minha imaginação?
  23. Rezei imediatamente, para afastar maus pensamentos e tentações?
  24. Evitei a preguiça, a gula, a ociosidade, e as ocasiões de impureza?
  25. Fui a bailes imodestos ou peças de teatro indecentes?
  26. Fiquei sozinho sem necessidade na companhia de alguém do sexo oposto?

Note bemNão tenha receio de confessar ao sacerdote qualquer pecado impuro que tenha cometido. Não esconda ou tente disfarçá-lo. O sacerdote está ali para o ajudar e perdoar. Nada do que possa dizer o escandalizará; por isso, não tenha medo, por mais envergonhado que esteja.

Clique aqui para ler o Exame de Consciência completo.

Leia também: