Deseja se consagrar à Nossa Senhora? Nós te ajudamos!

Assistir novelas é ajudar a promover a destruição das Famílias e o Aborto

Assistir novelas é ajudar a promover a destruição das Famílias e o Aborto

Muitos cristãos se indignaram, com justiça, com os atores das novelas da Rede Globo que vieram a público defender a prática do aborto. O que parece que muitos cristãos não perceberam é que esta atitude ousada de tais autores só foi possível porque muitos cristãos deram palanque para estes que têm lutado para destruir os valores cristãos.

Quem dá audiência para novelas, Big Bothers, Malhação e a outros lixos do gênero está contribuindo para a destruição das famílias e promoção do aborto!

Assista ao vídeo para entender como assistir novelas ajuda a promover o aborto e a destruição das famílias:

Relembre o vídeo que causou toda indignação do povo católico:

Novelas e a perda dos valores cristãos

Já fazem algumas décadas que iniciou-se o que viria a se tornar uns dos instrumentos mais eficazes nas mãos de satanás para a destruição da família e profunda anemização dos valores cristãos, que até então influíam decisivamente nos rumos da sociedade.

As primeiras novelas eram menos agressivas, mas já possuíam em si o germe da corrupção, apresentando novos valores em oposição aos valores cristãos e instigando a comportamentos incompatíveis com a fé ensinada pela Igreja. Com o tempo o mecanismo do mal foi se aperfeiçoando sempre mais e mais até atingir essa eficácia destruidora que hoje possui.

As novelas foram um dos principais meios pelos quais se efetivou uma verdadeira lavagem cerebral na população. Colaboraram eficazmente para a aceitação do divórcio, do homossexualismo, dos anticoncepcionais, do sexo livre, como se fossem “direitos”… O vício foi apresentado como algo bom e desejável, o pecado ganhou status de “bem”… Verdadeira mudança de mentalidade para pior. A perda dos valores e a degradação das famílias tiveram como conseqüência o aumento brutal da violência, do roubo, da corrupção, da pornografia, da prostituição, do aborto e outros crimes que subtraem a paz e a verdadeira felicidade das pessoas. A imposição por parte da mídia de determinados padrões de beleza e de consumo , bem como outros falsos valores, levou muitos à angústia e à depressão por não atingirem de maneira satisfatória “metas” impostas pelos meios de comunicação a uma sociedade que se tornou materialista, consumista e egoísta.

Novelas, programas como Big Brother, Malhação (que deveria com muita propriedade se chamar “malha do cão”) e outros similares não são de Deus, mas instrumentos do maligno através dos quais se propaga e defende toda espécie de doutrinas, comportamentos e mentalidade contrários à lei de Deus. Enquanto a Lei de Deus nos ensina que devemos amar a Deus sobre todas as coisas e ter o céu como meta, esses programas ensinam o amor a si mesmo sobre todas as coisas, impõe metas puramente humanas como idéias supremas, cultivam o egoísmo, a idolatria do corpo, a busca da satisfação dos nossos instintos em oposição aos mandamentos do Senhor e aos ensinamentos da Santa Igreja. Enquanto a Lei de Deus exige a fidelidade, as novelas e programas afins ensinam o adultério, defendem o divórcio e a banalização da instituição familiar. Enquanto a lei de Deus ensina o valor da vida e o respeito à natureza humana, as novelas e muitos outros programas defendem o aborto, instigam a violência e defendem o homossexualismo.

Diante de tudo isso pode-se dizer que as novelas, os “Big Brothers”, “Malhação”, etc.; são programas inofensivos? Poderão se dizer fiéis a Cristo ou amigos de Deus aqueles que, pela sua audiência ajudam a propagar o mal? De fato, pecam diante de Deus aqueles que ligando seus televisores assistem essas programações lascivas, pois deste modo através de sua assistência dão “IBOPE” e financiam estes programas, que ensinam doutrinas e comportamentos contrários á lei de Deus. Quem assiste às novelas é cúmplice e financiador da difusão do mal, é um colaborador do maligno na propagação do pecado e dos falsos ideais.

Nós cristãos católicos e todos os que lutam pela dignidade humana devemos ser coerentes com nossa fé, sabendo desligar a televisão naquilo que ela não possui de bom, e se desejarmos assistir alguma coisa procuremos valorizar as várias TVs católicas, para nossa formação e benção do nosso lar.

Templário de Maria

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *