fbpx

Rezemos pelos 3 bombeiros que morreram em incêndio no Rio de Janeiro

Formações, análises e notícias católicas

Rezemos pelos 3 bombeiros que morreram em incêndio no Rio de Janeiro

Rezemos também por todos os bombeiros, policiais, militares e oficiais que dão a vida todos os dias para nos proteger.

Três bombeiros morreram e outros três ficaram feridos durante o combate a um incêndio na Whiskeria Quatro por Quatro, na Rua Buenos Aires, número 44, no Centro do Rio, na tarde desta sexta-feira (18).

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Roberto Robadey, informou que outros três bombeiros ficaram feridos e foram socorridos. O que está em estado mais grave foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, e passou por uma cirurgia. Os outros dois bombeiros em estado estável foram encaminhados para o Hospital Central Aristarcho Pessoa, no Rio Comprido.

As identificações ainda não foram confirmadas.

“É um momento muito triste pra nós do corpo de bombeiros. Perdemos três companheiros e outros três militares em observação. Um aqui acabou de sair de um procedimento cirúrgico e será transferido para o nosso hospital. Parece que foi um sucesso, segundo os médicos. Nós solidarizamos com as famílias desses heróis que juraram isso. Todos tinham mais de dez anos de serviço. Experientes. Um incêndio que nós estávamos acompanhando desde cedo. Incêndio simples que não parecia ter nenhuma complicação. Fomos surpreendidos. Era uma casa antiga e com muitas divisórias. Provavelmente, eles tiveram dificuldades de sair e foram surpreendidos pela fumaça. Basicamente, o problema foi a inalação de fumaça”, disse o comandante-geral.

Licença em dia

A licença de funcionamento do prédio estava regularizada junto ao Corpo de Bombeiros.

Os prédio vizinhos ao estabelecimento precisaram ser esvaziados. O VLT circula com restrições por causa do combate ao fogo.

Investigação

O Corpo de Bombeiros informou que vai abrir uma sindicância para apurar as causas do ocorrido. A 1ª Delegacia de Polícia (Centro) abriu inquérito, fará perícia e já começou a ouvir testemunhas para investigar o caso.

“Equipes de assistentes sociais já estão em contato com os familiares das vítimas. O CBMERJ está consternado com a notícia e se solidariza com parentes, amigos e colegas de farda”, acrescentou a corporação.

O governador Wilson Witzel decretou luto oficial de três dias e disse que bombeiros foram heróis (veja a íntegra da nota abaixo).

Repercussão

Governador Wilson Witzel

“Lamento profundamente a morte dos bombeiros na tarde desta sexta-feira durante o combate a um incêndio no Centro do Rio. São heróis que perderam suas vidas cumprindo o seu dever. Ordenei rigorosa apuração dos fatos que resultaram nesta tragédia. Presto solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe”, escreveu o governador.

Corpo de Bombeiros

“O Corpo de Bombeiros do Rio está de #luto. Hoje, perdemos militares no cumprimento da função. Toda a nossa solidariedade para os familiares, amigos e colegas de farda”, disse a corporação.

- Continua após a publicidade -

 

Polícia Militar

“A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro presta solidariedade aos familiares, amigos e companheiros de farda do @cbmerjoficial pelo trágico acidente ocorrido nesta sexta-feira (18/10), durante um incêndio no Centro do Rio. #Luto”, afirmou a PM.

Pedro Aihara

“Hoje, uma guarnição do CBMERJ faleceu em um combate a incêndio no centro do Rio. Aos amigos do @cbmerj_193, em especial meus irmãos de Atlas 09, familiares e amigos, meus profundos sentimentos pelos militares que tombaram em combate. Que nosso trabalho diário em todos as Corporações BM nesse país honre o legado e a memória desses homens que escolheram ombrear esse nosso ideal de salvar vidas. #luto #cbmerj”, lamentou o porta-voz dos Bombeiros em Brumadinho.

*Estagiária sob supervisão de José Raphael Berrêdo