Dicas valiosas para alcançar a Santidade

Se para o ser humano o alimento é o combustível do corpo, a vida de oração certamente é o combustível para a alma. É através da oração e de uma vida voltada para o alto que conseguimos preservar a Graça de Deus, ou seja, a amizade e a comunhão com Deus.

Infelizmente, grande parte das pessoas, mesmo que estão dentro da Igreja, não possuem uma vida de amizade com Deus, e por isso estão sujeitas à tentação que as levam a caírem em situações de pecado grave.

Por falta de formação adequada, muitas dessas pessoas não se confessam há muitos anos, mas mesmo assim entram na fila da comunhão e acabam comungando indignamente o corpo e o Sangue de Nosso Senhor.

Mas graças ao amor de Deus por nós, todos temos uma chance de recomeçar! Todo dia é tempo de começar de novo, e o melhor dia que temos para buscar nossa conversão é o dia de hoje! A confissão e a comunhão são os caminhos que nos levam à Graça de Deus.

A partir do momento que nos decidimos firmemente a amar a Deus, devemos olhar para trás e fazer um balancete de nossa vida, de nossos erros e acertos, e a partir daí traçar as metas e fazer os propósitos de vida para nos mantermos na Graça de Deus.

Para fazer um balancete de nossa vida espiritual, devemos observar aquilo que nos foi favorável, e aquilo que nos atrapalhou… perceber os degraus espirituais que subimos, ou descemos… Veja o exemplo:

  • De um ano para cá, eu evolui ou regredi?
  • Nas batalhas que tive no campo espiritual, eu venci com a graça de Deus?
  • Tive muitas quedas? (pecados mortais)
  • Permaneci caído?
  • Estou vivendo na comunhão?
  • Meu amor por Jesus aumentou?
  • Estou rezando mais do que antes?
  • Cultivei algum vício? (novelas, cigarro, bebidas, fofoca, preguiça, imodéstia, pornografia, tibieza, etc.)
  • Rezo o terço todos os dias?
  • Cultivei atitudes que roubam de mim o amor de Deus?
  • Etc

Dica! Após ler este texto e assistir o vídeo em anexo, faça este exame de consciência para que possa fazer uma boa confissão. Também temos um exame de consciência para crianças.

 

Ajude a manter nosso apostolado. Clique aqui para visitar nossa Loja Virtual

 

Se por acaso cultivamos atitudes que nos afastam de Deus, ou ainda, se cometemos qualquer tipo de pecado mortal, este é o momento certo de dar um basta e fazer o propósito que a partir de agora não irá mais deixar se dominar por estes vícios e atitudes erradas!

Tudo o que nos afasta de Deus, devemos deixar para trás e fazer um novo propósito de amar mais a Deus, e de fazer a sua vontade, obedecendo seus mandamentos com mais perfeição que até agora tinha feito.

Assista ao vídeo contendo mais detalhes e dicas para a vida espiritual:

Roteiro de vida espiritual

A vida de oração e a perseverança na graça de Deus depende muito de nossa disposição e docilidade à vontade de Deus, portanto, grande parte do roteiro espiritual que propomos já faz parte de nossas obrigações como católicos e alguns pontos são até mandamentos da lei de Deus e da Igreja.

Segue abaixo, o roteiro de vida espiritual adequado a todo católico que pretende preservar a graça de Deus:

  • Confessar, ao menos, uma vez por mês.
  • Nunca faltar à Missa Dominical.
  • Adorar o Santíssimo Sacramento, pelo menos 1x por semana.
  • Rezar o terço todos os dias!
  • Ler todos os dias um capítulo das Sagradas Escrituras (especialmente do Novo Testamento).
  • Ao menos 1x por mês fazer uma obra de caridade (visitar um abrigo de idosos, alguém no hospital, uma pessoa doente, etc.)
  • Fazer um cenáculo de oração (terço com amigos ou outras famílias), se possível, uma vez por semana, visando a evangelização.
  • Criar uma rotina de ler bons livros, ou pelo menos, buscar outras formas de adquirir conhecimento sobre a Doutrina da Igreja (vídeos, artigos, etc), para nunca ter dúvidas daquilo que a Santa Igreja ensina, e deste modo poder ensinar aos irmãos.

Esta é uma lista resumida de um roteiro de vida espiritual que, seguindo todos os itens, certamente é possível evoluir muito em pouco tempo.

Sobretudo, precisamos considerar de maneira mais séria e profunda a nossa vocação à santidade, e isso inclui aprender a amar de verdade a Deus e aos nossos irmãos, ou seja, precisamos ser melhores como pessoas, como cristãos!

Como cristãos precisamos zelar por nossos irmãos, ou seja, nossos familiares e amigos. Estar com eles, dar bom testemunho.

Precisamos vencer os pecados e fraquezas que reduzam nossa capacidade de amar. Para isso necessitamos buscar forças em Deus por uma vida de oração, pela digna recepção dos sacramentos e em um esforço maior para servir os que conosco convivem ou que de nós necessitam.

Leia também: Porque muitos, mesmo dentro da Igreja, estão a caminho do inferno

Santidade

Para um cristão não pode haver diferença entre felicidade e santidade, portanto devemos cada vez mais buscar esta intimidade com Deus que nos faz compreender que ser dóceis à sua vontade é o que de melhor podemos experimentar.

Assista a este vídeo bônus: